Entenda o que são Unidades Curriculares Isoladas (UCIs) e Ano Zero

Entenda o que são Unidades Curriculares Isoladas (UCIs) e Ano Zero

Entenda o que são Unidades Curriculares Isoladas (UCIs) e Ano Zero

Há muita confusão de informações sobre o que são as Unidades Curriculares Isoladas (UCIs) e o Ano Zero. São duas coisas distintas, com objetivos semelhantes, mas que podem gerar bastante dúvidas entre os estudantes. Entenda as diferenças e semelhanças entre os dois programas!

 

Primeiramente, é importante esclarecer que a nomenclatura pode variar de acordo com a instituição de ensino. Por exemplo, o Ano Zero tem este nome na Universidade de de Coimbra, mas existe um programa similar na Universidade Nova de Lisboa chamado SUPERNOVA Pré-Universitário.

 

Mas, por que tanta confusão?

As UCIs e o Ano Zero se assemelham por servirem como meios de acesso ao Ensino Superior de Portugal. Ambos são destinados a estudantes que concluíram o 12ª ano do Ensino Secundário (equivalente ao Ensino Médio no Brasil), mas não obtiveram nota suficiente no Exame Nacional (estudantes com dupla nacionalidade) ou não tem a nota de ingresso necessário (estudantes internacionais) para ingressar no curso de interesse. Nesse sentido, os dois foram criados de forma a promover a inclusão desses estudantes no Ensino Superior.

 

Unidades Curriculares Isoladas:

Com as UCIs, as instituições de ensino superior podem permitir que os estudantes cursem as disciplinas do 1º ano da Licenciatura ou Mestrado Integrado (1º Ciclo). 1 ano letivo totaliza 60 ECT’s e aqui começam algumas diferenças. Sendo assim, as universidade públicas podem limitar que as inscrições até um máximo de 30 ECTS, ou seja, apenas metade dos créditos do primeiro ano do curso e as universidades particulares podem permitir a inscrição em todas as disciplinas do ano, ou seja, 60 ECTS (todos os créditos).

 

ECTS (European Credit Transfer System) é um sistema de créditos, utilizado em todo o Espaço Europeu de Ensino Superior, em que traduz de forma numérica todo o trabalho realizado ao longo do percurso de formação, em cada área científica e unidade curricular. Ao passo que, 60 ECTS correspondem a 1 ano, e 1 crédito a uma média de 25 a 28 horas de estudos.

 

O processo e forma de ingresso às UCIs:

O ingresso às Unidades Curriculares Isoladas é a partir do preenchimento de um requerimento de inscrição da instituição de ensino, com opção de ter ou não uma avaliação.

 

E então, o aluno estudará igual aos demais alunos da universidade. Entretanto, se optar por sem avaliação, apenas assistirá às aulas, sem fazer qualquer prova e sem a possibilidade de aproveitar as unidades curriculares como já estudadas para o ano letivo seguinte.

 

Por outro lado, aqueles que optarem pela inscrição COM avaliação, farão as provas junto aos outros alunos e poderão solicitar o aproveitamento das unidades cursadas, quando forem para o ano ou semestre seguinte.

 

Vale destacar que apenas os estudantes com dupla nacionalidade europeia terão que realizar, novamente, a prova do Exame Nacional para obter a nota positiva, e então, realizar a candidatura/matrícula no 2º ano ,ou no 2º semestre do curso, a depender de quantos créditos foram utilizados e permitidos pela Universidade.

 

Uma das vantagens deste tipo de acesso é que o estudante já entra para a universidade e, obtendo nota suficiente no próximo Concurso Nacional, poderá aproveitar, na mesma Universidade ou em outra, as unidades curriculares já estudadas.

 

Veja mais informações sobre as Unidades Curriculares Isoladas no portal da DGES.

 

A EduPortugal possui diversos protocolos para inscrição em UCI’s com assessoria gratuita. O estudante conta com todo o apoio e paga somente os custos/taxas da universidade.

Ano Zero:

Para este processo, cada Universidade poderá dispor do modo de organização. Mas, de modo geral, o aluno terá um apoio no estudo das disciplinas que realizará novamente no Exame Nacional, no caso de estudantes com dupla nacionalidade europeia, ou prova interna, para estudantes internacionais (brasileiros, p.e.).

 

Algumas instituições permitem que, além do curso preparatório de estudos pré-universitários, sejam cursadas algumas Unidades Curriculares Isoladas do curso pretendido, mas o foco é preparar o aluno para as provas de ingresso à Universidade.

 

Depois que passar nas provas do exame nacional, seguirá para o 1º ano letivo do curso pretendido e poderá aproveitar as unidades que, eventualmente, cursou. Mas, são poucas disciplinas, em torno de 2 a 4.

 

Lembrando que apenas algumas instituições que oferecem este programa, com destaque para o Ano Zero da Universidade de Coimbra (duração: 1 ano) e do SUPERNOVA Pré-Universitário (duração: 1 semestre)

 

Resumo:

O Ano Zero ou o Pré-Universitário não reduz o tempo do curso do curso pretendido de Licenciatura ou Mestrado Integrado. Já as UCI’s reduzem, pois estará já a cumprir uma parte ou a totalidades das disciplinas o 1º ano do curso pretendido.

 

Se continua com dúvidas, ou tem interesse em cursar algum desses programas, fale com a nossa equipe!

O programa da SUPERNOVA tem assessoria gratuita de candidatura. Aproveite para conhecer mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se em nossa newsletter


Outros Links

EduPortugal

Portal online, mantido por Instituições de Ensino Portuguesas, que auxilia os brasileiros interessados em estudar graduação, pós-graduação, mestrado ou doutorado em Portugal. Fornecemos suporte online para que você se sinta seguro e tranquilo durante todo o processo de candidatura até a sua estadia em Portugal.

Contato

Email: info@eduportugal.eu
Telefone/WhatsApp: +351 912 862 909
Messenger Facebook