Terapia da Fala

PPorto Logo curso eduportugal

COMEÇO:
setembro
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
P.Porto | ESS
ID:
LC
CREDITOS:
180

Instituições de Ensino:

Endereço

Rua Dr. Roberto Frias, 712 4200-465 Porto   Ver mapa

Categorias

Licenciatura

Apresentação do Curso

A Terapêutica da Fala, ou Terapia da Fala, como meio de intervenção específico para a Comunicação, Linguagem, Fala e Deglutição, surgiu nos Estados Unidos da América (EUA), para reabilitação dos soldados de duas guerras dos EUA (II Guerra Mundial e Vietname). Era uma terapia virada para a recuperação de capacidades perdidas em utentes adultos e virada essencialmente para a recuperação da Fala.

Atualmente, o campo de atuação de um Terapeuta da Fala (TF) é substancialmente mais alargado, abrangendo todas as alterações de Linguagem, de Comunicação e de Interação de utentes de todas as idades e ainda alterações na Deglutição ou associadas. Esse alargamento fez com que o quadro dos utentes atendidos divergisse para outras áreas. Apesar de haver constante evolução no campo da reabilitação, o Terapeuta da Fala foi chamado para integrar equipas ligadas à reeducação de crianças com problemas de Comunicação, de Linguagem e de Fala. Por outro lado, a própria área da Fala foi subdividida, havendo profissionais que se especializam no trabalho de Articulação, de Voz ou de Débito Vocal, de acordo com os departamentos em que estão integrados.

Encontramos, atualmente, T’s em Equipas de Intervenção Precoce, nas Equipas da Área Educativa de crianças e jovens, nomeadamente nos Núcleos de Surdos ou nas Unidades de Apoio à Multideficiência, nas Equipas de Reabilitação para crianças e/ou adultos e áreas específicas, como a Otorrinolaringologia (problemas de audição, de voz,…), a Ortodontia, a Pediatria, a Psiquiatria, a Cirurgia Plástica reconstrutiva dos órgãos envolvidos na produção de Fala ou a Neurologia, em centros de apoio à população júnior e sénior ou ainda em unidades de Cuidados Continuados.

 

Saídas Profissionais

O terapeuta da fala trabalha em instituições de prestação de cuidados de saúde, públicas e privadas: hospitais, clínica privada ou centro de reabilitação. Pode também desenvolver a sua atividade noutros contextos como jardins-de-infância, escolas de ensino regular e especial, centros de apoio à terceira idade, unidades de cuidados continuados, ou ainda participar ou desenvolver atividades de investigação e docência no âmbito do ensino superior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.