Psicologia Clínica, Orientação Cognitivo-Comportamental

ULP logo curso eduportugal

COMEÇO:
setembro
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
Lusófona | Porto
ID:
DR
CREDITOS:
180

Instituições de Ensino:

Endereço

R. de Augusto Rosa 24, 4000-098 Porto   Ver mapa

Categorias

Doutorado

Apresentação do Curso

O CE pretende desenvolver a proficiência e inovação na investigação em Psicologia Clínica e desenvolver competências avançadas de integração do conhecimento científico no processo de avaliação e intervenção psicológicas, com enfâse nos desenvolvimentos mais recentes do modelo cognitivo comportamental e sua aplicação com recurso às novas tecnologias.

Pretende-se que os estudantes desenvolvam conhecimentos especializados em psicologia clínica que contribuam para o avanço teórico, metodológico e empírico da área no contexto nacional e internacional e para a prática profissional cientificamente orientada. Expor-se-á os estudantes à diversidade de desenvolvimentos teóricos e de metodologias científicas, promovendo o pensamento crítico, a autonomia científica no processo de reflexão e a condução de investigação avançada em psicologia clínica.

Encoraja-se a participação em redes de investigação nacionais/internacionais e a disseminação aos pares e comunidade dos resultados da investigação.

 

Objetivo

Espera-se que os estudantes sejam capazes de:

1. Aprofundar o conceito de modelo baseado na evidência empírica, aplicando-o na compreensão transdiagnóstica da psicopatologia e no modelo cognitivo-comportamental;

2. Identificar as componentes da avaliação, formulação de caso e intervenção de acordo com o modelo cognitivo comportamental e nomeadamente da intervenção clínica de 3ª geração com crianças e adultos;

3. Identificar as lacunas na investigação de acordo com o modelo teórico de referência;

4. Avaliar de forma independente as medidas do ponto de vista da sua adequação operacional e robustez psicométrica;

5. Implementar autonomamente desenhos de estudo científicos com diversidade de populações clínicas e pessoas pertencentes a diferentes culturas, géneros, etnias, idades e status de saúde física; considerando as aplicações digitais em contexto clínico e de intervenção clínica online;

6. Comunicar e disseminar resultados de investigação avançada em psicologia clínica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.