Património Cultural e Arqueologia

logo ualg institucional eduportugal

COMEÇO:
setembro
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
UAlg
ID:
LC
CREDITOS:
180

Instituições de Ensino:

Endereço

Estr. da Penha 139, 8005-139 Faro   Ver mapa

Categorias

Licenciatura

Apresentação do Curso

A licenciatura em Património Cultural e Arqueologia é um curso de 1º ciclo, organizado em semestres, que se desenvolve em 3 anos, tendo os estudantes que realizar um total de 180 ECTS.

Responde ao interesse crescente pelas problemáticas patrimoniais à escala nacional e europeia, em que o estudo, a salvaguarda e a fruição das heranças culturais do passado são factores decisivos de diferenciação e de desenvolvimento num mundo em processo de globalização. Como tal, forma profissionais habilitados, cientifica e tecnicamente, para o estudo do património arqueológico, histórico e artístico.

O plano de estudos apresenta dois ramos de especialização, a escolher pelo aluno no 2º ano: Ramo de Arqueologia e Ramo de Património Cultural. As unidades curriculares comuns a ambos os ramos oferecem formação generalista e essencial na área dos estudos do património.

Com este plano estimula-se a mobilidade dos estudantes entre instituições de ensino portuguesas e estrangeiras, permitindo-lhes o contacto com outras realidades educativas e culturais e com outras práticas de investigação e intervenção patrimonial no espaço europeu.

 

Saídas profissionais

  • Organismos tutelares do património (Direção Geral do Património Cultural e organismos associados);
  • Organismos tutelares dos Bens Culturais da Igreja (Secretariado Nacional e Dioceses).
  • Organismos autárquicos (divisões de cultura e património, gabinetes de Arqueologia, GTL );
  • Serviços culturais de inventariação e preservação de bens culturais;
  • Museus, sítios patrimoniais e demais organismos de gestão e fruição de bens patrimoniais;
  • Equipas pluridisciplinares em projectos de conservação, intervenção e reabilitação patrimonial;
  • Equipas de investigação arqueológica;
  • Empresas de valorização e promoção cultural;
  • Empresas especializadas em arqueologia e intervenção patrimonial;
  • Gabinetes de estudos integrados e gabinetes técnicos de conservação, intervenção e reabilitação patrimonial;
  • Laboratórios de conservação e restauro;
  • Gabinetes de gestão do território;
  • Associações de defesa do património.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.