Osteopatia

LOGO Logo curso eduportugal

COMEÇO:
setembro
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
IPLUSO | ERISA
ID:
LC
CREDITOS:
240

Instituições de Ensino:

Endereço

Rua do Telhal aos Olivais 8, 1950-396 Lisboa   Ver mapa

Categorias

Licenciatura

Apresentação

A Osteopatia é uma profissão de saúde de acordo com a Lei 71/2013 de 2 de setembro, que regulamenta a Lei 45/2003 de 22 de agosto (Lei do Enquadramento Base das Terapêuticas não Convencionais). É um sistema complementar de cuidados de saúde, que usa o contato manual para diagnóstico e terapêutica. Respeita a relação corpo, mente e espírito na saúde e na doença, baseando-se na integridade estrutural e funcional do organismo e na sua tendência para a auto-cura (OMS – Organização Mundial de Saúde, 2010).

A Osteopatia é uma ciência, uma filosofia e uma arte:

  • Baseia-se em profundos conhecimentos biomédicos.
  • Fundamenta-se nos conceitos de unidade do corpo e autorregulação na manutenção da saúde.
  • Intervém através de procedimentos manuais capazes de restabelecer o equilíbrio do todo orgânico.

Embora a Osteopatia se relacione fundamentalmente com problemas que afetam o sistema músculo-esquelético, contudo, enfatiza o ser humano de forma global, como um Todo, restabelecendo o equilíbrio perturbado, mediante técnicas manuais dirigidas para os tecidos afetados.

A intervenção osteopática realiza um diagnóstico funcional a partir do qual utiliza a terapêutica manual que, alivia, corrige e recupera disfunções músculo-esqueléticas e orgânicas em geral, que assegurem a recuperação e conservação da saúde e prevenção da doença.

 

Objetivos

  • Evidenciar conhecimentos críticos sobre a teoria, a prática e os princípios da osteopatia, bem como das ciências biomédicas e básicas para a seleção e a aplicação das técnicas definidas na leges artis da osteopatia.
  • Identificar as indicações e contra-indicações do tratamento osteopático.
  • Avaliar casos clínicos, adaptar e aplicar tratamentos úteis e necessários à manutenção ou recuperação da saúde do paciente.
  • Prestar cuidados osteopáticos sob conduta ética e deontológica.
  • Colaborar com equipas multidisciplinares na promoção da saúde e na prevenção das doenças, através do aconselhamento sobre posturas corretas, exercício físico e hábitos alimentares.
  • Encaminhar o paciente, sempre que necessário, para o profissional de saúde melhor habilitado a tratar a situação.
  • Estabelecer uma relação de confiança com o paciente e comunicar de forma a manter uma relação terapêutica.
  • Desenvolver atividades de investigação no âmbito da osteopatia e proceder à sua apresentação.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.