Gestão Marinha e Costeira

logo ualg institucional eduportugal

COMEÇO:
setembro
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
UAlg
ID:
LC
CREDITOS:
180

Instituições de Ensino:

Endereço

Estr. da Penha 139, 8005-139 Faro   Ver mapa

Categorias

Licenciatura

Apresentação do Curso

A diversidade da utilização partilhada dos espaços marinhos e costeiros e a exploração dos recursos vivos e não vivos perante o aumento demográfico, os interesses económicos e as necessidades energéticas, colocam novos desafios científicos e tecnológicos, exigem ferramentas de gestão adequadas e apelam à formação multidisciplinar de diplomados nos vários níveis da educação, dotados da capacidade de gestão integrada do mar e da costa.

O curso de Gestão Marinha e Costeira organiza-se em torno de quatro temas de formação científico-tecnológica fundamentais para a gestão integrada do mar e da costa:

  • Conhecimento dos processos marinhos e costeiros;
  • Técnicas de aquisição e processamento de dados;
  • Exploração sustentável dos recursos do oceano e das zonas costeiras e;
  • O Homem e o mar.

O Curso fornece formação similar à de outras universidades europeias no âmbito da gestão do mar e da costa. A internacionalização será fomentada através de parcerias com instituições estrangeiras e os estudantes serão encorajados a candidatarem-se a bolsas de mobilidade. A Universidade do Algarve integra o consórcio CEIMAR (Campus de Excelência Internacional do Mar) com sede na Universidade de Cádis.

 

Objetivos

O curso de Gestão Marinha e Costeira identifica o Mar como entidade fundamental na regulação do clima, no acolhimento de elevada biodiversidade e, simultaneamente geradora de riqueza, cultura e bem-estar.
É objetivo geral do Curso capacitar os diplomados para gerir de modo sustentável as diversas atividades que se relacionam com o mar.

 

Saídas Profissionais

> Empresa de identificação e exploração de recursos vivos, não vivos e energéticos;

> Empresa de assessoria e peritagem relacionada com a exploração e ocupação do mar e das zonas costeiras, nomeadamente conflitos sociais;

> Empresa fornecedora de serviços que exija a utilização de tecnologias de observação quer remota quer direta;

> Empresa de turismo náutico e costeiro;

> Empresa para monitorizar, acompanhar e propor medidas de remediação no que diz respeito à qualidade da água e do substrato sedimentar;

> Empresa de desenvolvimento, fornecimento e distribuição de material de monitorização ambiental quer de campo quer de laboratório;

> Edição ou colaboração em publicações relacionadas com as diversas vertentes do mar e das zonas costeiras.

Para além do auto emprego acima exemplificado, existe um vasto conjunto de empresas privadas (com tendência para aumentar), atuantes nas áreas energéticas, dos transportes, da identificação e exploração de recursos, do ordenamento dos espaços marítimos e do estudo de impacte ambiental, que absorverão diplomados em Gestão Marinha e Costeira. De referir que estas hipóteses de emprego não se esgotam no espaço nacional.

Ainda, vários organismos públicos nacionais e estrangeiros responsáveis pela definição das políticas para o mar e orlas costeiras são potenciais empregadores para os diplomados em Gestão Marinha e Costeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.