Física - MAP-Fis (lecionado em inglês)

Logo Institucional Universidade de Aveiro eduportugal

COMEÇO:
setembro
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
UA
ID:
DR
CREDITOS:
240

Instituições de Ensino:

Endereço

Campus Universitário de Santiago 3810-193 Aveiro Portugal   Ver mapa

Categorias

Doutorado

Apresentação do Curso

O grau de Doutor em Física é o principal grau de pós-graduação concedido pela Universidade de Aveiro nesta área científica. Este grau atesta um conhecimento profundo no domínio científico da Física, sistemático e extenso numa das suas especialidades, e a capacidade de desenvolver investigação no campo da Física.
Para prosseguir este programa de estudos avançados e investigação, o candidato deverá possuir um grau elevado de motivação, de capacidade intelectual, de trabalho e de realização.

O programa doutoral espera do candidato uma contribuição significativa para o avanço do conhecimento científico em Física na forma de novas teorias, resultados ou desenvolvimentos experimentais. Este longo programa de estudos e investigação independente que culmina numa dissertação é apoiado a diferentes níveis pelo Departamento de Física da Universidade da Aveiro e pelas Unidades de Investigação diretamente relacionadas. Para a obtenção deste grau, é requerido um mínimo de três anos de estudo a tempo inteiro.

A educação em Física é fundamental em todos os contextos que envolvam a investigação e desenvolvimento de novos produtos, inovação baseada em novos desenvolvimentos e tecnologias de ponta, e/ou modelação de sistemas de elevado grau de complexidade. Parece-nos também não oferecer dúvidas o interesse socio-económico destas formações para o País, já que não só aumentam o potencial cientifico, mas porque o aumenta em áreas que se espera irão desempenhar um papel fundamental nas futuras descobertas cientificas e novas tecnologias.

 

Os objetivos deste 3º Ciclo em Física são:

  • Proporcionar formação em Física de alta qualidade, avançando os conhecimentos em áreas de especialidade até à fronteira do conhecimento.
  • Proporcionar um ambiente científico estimulante, em projetos de investigação de alta qualidade, que facilite a aprendizagem e a investigação, a troca e desenvolvimento de ideias.
  • Preparar adequadamente os candidatos para uma carreira em Física em ambiente universitário ou empresarial

 

Pretende-se que o graduado do Programa Doutoral em Física adquira as seguintes competências/conhecimentos:

  • Capacidade de compreensão sistemática no domínio científico da Física e suas especialidades;
  • Ser capaz de fazer investigação no campo da Física – capacidade para conceber, projetar, adaptar e realizar uma investigação significativa respeitando as exigências impostas pelos padrões de qualidade e integridade académicos;
  • Ser capaz de selecionar e definir problemas em função do seu interesse e da viabilidade de soluções em tempo razoável;
  • Ser capaz de analisar criticamente, avaliar e sintetizar ideias novas e complexas; ser capaz de organizar os factos relevantes numa estrutura coerente e hierarquizada;
  • Ser capaz de estabelecer e testar modelos teóricos; comparar diferentes modelos entre si; de os confrontar com resultados experimentais; de desenhar e executar experiências para comprovar a validade de modelos, e se necessário introduzir alterações nos mesmos; de modelar numericamente os factos experimentais e validar códigos;
  • Ser capaz de aplicar o conhecimento e compreensão adquiridos em diferentes contextos e ser capaz de inovar sempre que necessário; ser capaz de utilizar de forma autónoma técnicas avançadas de Física experimental no contexto de outras disciplinas ou em contexto industrial.
  • Nas áreas de investigação teórica, o domínio das teorias matemáticas e dos métodos numéricos e analíticos;
  • Nas áreas de investigação experimental, o conhecimento e domínio de técnicas experimentais avançadas; o conhecimento das tecnologias relacionadas com a área de investigação; o conhecimento dos processos tecnológicos da conceção aos spin-offs;
  • Ser capaz de balancear o seu percurso pessoal (interesses, conhecimentos, e investigação) com os interesses de um coletivo de investigação mais vasto;
  • Ser capaz de comunicar com os seus pares, a restante comunidade académica e a sociedade em geral sobre a área em que é especializado;
  • Ser capaz de, numa sociedade baseada no conhecimento, promover, em contexto académico e/ou profissional, o progresso tecnológico, social ou cultural;
  • Ser capaz de refletir sobre as questões levantadas pela sua investigação, sobre o tipo de conhecimento que produz e sobre o seu impacto na sociedade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.