Educação Social

logo ualg institucional eduportugal

COMEÇO:
setembro
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
UAlg
ID:
LC
CREDITOS:
180

Instituições de Ensino:

Endereço

Estr. da Penha 139, 8005-139 Faro   Ver mapa

Categorias

Licenciatura

Apresentação do Curso

O curso de 1.º Ciclo em Educação Social da ESEC/ Ualg. resulta da adequação ao Processo de Bolonha do plano de estudos do anterior curso de Educação e Intervenção Comunitária.

Quais são as competências do Educador Social licenciado pela ESEC?

Ganha capacidade técnica de trabalhar pedagogicamente com crianças, jovens, adultos e idosos de características sociológicas diversas (étnicas, culturais, habilitacionais, religiosas, etc.);
Ganha ferramentas de comunicação interpessoal;
Ganha capacidade para abordar criativamente temáticas variadas da sociedade globalizada: ambiente; exclusão social; saúde comunitária; comunicação intercultural, etc.;
Ganha mecanismos para fomentar a participação das pessoas em projetos coletivos;
Ganha capacidade de elaborar, avaliar e implementar projetos diversos nas comunidades locais: de educação permanente e de adultos; de mediação comunitária e familiar; de proteção de populações em risco; de reinserção social; etc.;
Ganha conhecimentos especializados da pedagogia social e da pedagogia crítica;
Ganha elementos tácitos e estratégicos para saber intervir na sociedade;
Ganha consciência pessoal e capacidade para fazer opções deontológicas e éticas.

Quem são os Educadores Sociais? O que fazem?

“Os educadores sociais abordam a realidade social numa perspetiva humanista, o que os faz ter um ‘olhar’ completamente novo sobre as pessoas, sobre a sua cultura e contextos de vida específicos. Isto faz toda a diferença na forma como se encara o próprio conceito de trabalho social, as suas práticas e valores. Eles desenvolvem o trabalho social a partir do lado positivo das pessoas e da crença plena na educabilidade do ser humano, através de uma prática profissional baseada numa relação de proximidade, no primado das relações afetivas, numa relação de igualdade entre técnico e pessoa.”
“A mais-valia/diferença destes profissionais é que são formados para lidar com as problemáticas inerentes às pessoas e populações em situações de vida complicadas e numa perspetiva não-assistencialista, orientada para a mudança e transformação positiva”
Rui Amado, educador social in Azevedo & Baptista, Cadernos de Pedagogia Social, 2 (2008) pp. 45-60.

 

Saídas Profissionais

Trabalham como: Técnicos Superiores no sector público, privado e solidário.

Podem exercer actividade em:

-Autarquias Locais;

-Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS);

-Centros Comunitários, Lares e Centros de Dia, Organizações Não-governamentais (ONG’s);

-Associações de Desenvolvimento;

-Instituições ligadas ao Ambiente, Património, Educação e Cultura;

-Gabinetes de Apoio das Escolas;

-Empresas de Formação e de Animação; etc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.