Educação Especial: Inclusão, Desenvolvimento e Aprendizagens

logo curso ESEPF eduportugal

COMEÇO:
fevereiro
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
ESEPF
ID:
PG | B-L
CREDITOS:
60

Instituições de Ensino:

Endereço

Rua Gil Vicente 138-142 4000-255 Porto   Ver mapa

Apresentação do Curso

Continuando a assumir o compromisso de uma educação inclusiva, a ESEPF considera urgente promover a formação em Educação Especial, tendo em vista o desenvolvimento ou a consolidação de um conjunto de competências na classe docente.
Esta Pós-graduação, em regime de blended learning, destina-se a apoiar os docentes na(o):

  • Identificação das barreiras à aprendizagem;
  • Discussão e análise dos recursos para a planificação/intervenção de atividades educativas e acesso ao currículo numa abordagem multinível;
  • Valorização da diversidade;
  • Desenvolvimento de uma cultura escolar inclusiva com uma participação multidisciplinar;
  • Impulso à investigação e ao estudo aprofundado.

No âmbito do atual enquadramento legal e concetual das medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão, a especialização em Educação Especial torna-se imprescindível para assumir, fundamentada e conscientemente, uma prática educativa verdadeiramente inclusiva.

 

Objetivos

  • Mobilizar os princípios e recursos de uma educação inclusiva de forma a favorecer a equidade de todos as crianças e jovens;
  • Responder a uma educação inclusiva enquanto processo personalizado que potencie a aprendizagem de todos e de cada um;
  • Refletir sobre o enquadramento legal e concetual das medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão;
  • Aplicar saberes teóricos e teórico práticos sobre diferentes problemáticas ao nível do neurodesenvolvimento cognitivo, motor e sensorial, da integração das aprendizagens, da comunicação, do comportamento e da investigação;
  • Analisar criticamente questões gerais e específicas do currículo;
  • Desenvolver conhecimentos sobre a importância da avaliação diagnóstica em várias fases do desenvolvimento, mas sobretudo em idades precoces;
  • Habilitar para o trabalho em equipa no sentido da partilha e do favorecimento de práticas inclusivas;
  • Pesquisar sobre as temáticas da educação inclusiva de modo a aprofundar o conhecimento e a adequar as práticas da educação especial às problemáticas mais prementes nas realidades das escolas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.