Economia

UEvora logo institucional eduportugal

COMEÇO:
setembro
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
UÉvora | ECS
ID:
ME
CREDITOS:
120

Instituições de Ensino:

Endereço

Escola de Ciências Sociais - Colégio do Espírito Santo Largo dos Colegiais, 2 Apartado 94 - 7002-554 Évora   Ver mapa

Categorias

Mestrado

Apresentação do Curso

O curso de Mestrado em Economia visa essencialmente fornecer um conjunto de conhecimentos da área da Economia que permitam completar a formação do primeiro ciclo, potenciando assim as perspetivas de empregabilidade e da sua carreira futura. O curso encontra-se estruturado numa vertente mais focada na Análise Económica. Visa conferir competências gerais de Economia, incentivando mais diretamente a atividade de investigação e a progressão para o terceiro ciclo através de uma forte articulação com o plano de estudos do Doutoramento em Economia.

De igual modo prevê também a conclusão do grau por relatório de estágio ou de projeto para os discentes que queiram realizar trabalho mais aplicado (existe um regulamento próprio do mestrado para essa prática). Assim o Mestrado em Economia, permite conciliar teoria e prática numa vertente de excelência e potenciando a empregabilidade dos mestrandos quer em atividades mais aplicadas do dia-a-dia, quer veiculando formação que permita prosseguir estudos avançados de investigação na área de economia. O CEFAGE, centro do qual grande parte dos docentes fazem partes é também um forte alicerce de investigação e de garante de qualidade do ensino dos docentes/investigadores.

 

Saídas Profissionais

Os graduados do Mestrado em Economia estarão aptos a desempenhar funções avançadas em organizações internacionais, nacionais e regionais, em empresas, e também a prosseguir carreira de investigação nas suas áreas de especialização.

Nomeadamente, em Autoridades Nacionais (AdC-Autoridade da Concorrência, ANACOM), na banca comercial e de investimento e nos bancos centrais (BdP, BCE), e outras entidades regionais (Comissões de Coordenação, órgãos regionais do Governo Central) ou locais (Câmaras Municipais), para além de empresas, de acordo com a sua especialidade. Os graduados terão também competências para realizar funções técnico-específicas da área de economia, nomeadamente avaliação de impacte de políticas públicas, analises econométricas, modelos de simulação de equilíbrio geral, e/ou funções aplicadas em empresas, ligadas às regiões, à Europa ou de internacionalização ou, de igual modo, na banca ou sector financeiro, do ponto de vista do utilizador, do empregador e do regulador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.