Criação Artística Contemporânea

Logo Institucional Universidade de Aveiro eduportugal

COMEÇO:
setembro
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
UA
ID:
ME
CREDITOS:
120

Instituições de Ensino:

Endereço

Campus Universitário de Santiago 3810-193 Aveiro Portugal   Ver mapa

Categorias

Mestrado

Apresentação do Curso

Mestrado em Criação Artística Contemporânea tem por objetivo equipar os formandos com uma prática, exposta no desenvolvimento de projetos, que reforce uma autonomia na concretização da obra e uma autoconsciência do ato criativo – essencial para uma praxis enquanto artista. A seriação de formandos para o mestrado procura representar uma visão alargada da atividade artística. A seleção assenta numa escolha de indivíduos que, de uma forma geral, já deixam antever um corpo identitário de prática artística continuada.

Encontramos na designação Criação Artística Contemporânea uma plataforma de interseção para as novas tecnologias e a arte contemporânea (Media Arte). Um pressuposto de transdisciplinaridade que se revela na intenção de desenvolver, aplicar e aumentar o conhecimento e reflexão para as artes visuais – espera-se que este esforço se expanda para além das considerações acerca do relacionamento da arte e da tecnologia.

Assente no paradigma da interação, visto como uma forma de ação que ocorre entre dois ou mais objetos que repercutem efeito uns nos outros, encontramos uma linha da pensamento que orienta este mestrado. As combinações resultantes de várias interações, simples ou complexas, oferecem e orientam-nos num surpreendente e emergente fenómeno onde se antevê, e afirma, a ideia de que todos os sistemas estão e são inter-relacionados (interdependentes), onde todas e quaisquer ações expõem uma consequência proporcionando toda uma abordagem consciente da gramática implícita na constituição do discurso da obra de arte contemporânea – nas suas diversas formas, que vão desde as instalações audiovisuais aos sistemas interativos, passando pelo hipermédia, realidade virtual, até aos conceitos de rede e ciberespaço.

Vemos todo este discurso no sentido de desenvolver competências avançadas: no âmbito das metodologias e práticas de investigação em arte; na utilização de novas tecnologias aplicadas à arte; na compreensão/ comunicação/ interpretação transdisciplinar das áreas científicas envolvidas; nas capacidades de relacionamento interpessoal e de grupo necessárias ao trabalho de equipa pluridisciplinar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.