Ciência Política

Download da Brochura

COMEÇO:
09/2019
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
ISCTE-IUL | ESPP
ID:
ME
CREDITOS:
120

Instituições de Ensino:

Endereço

Av.ª das Forças Armadas, 1649-026 Lisboa   Ver mapa

Categorias

Mestrado

Apresentação do Curso

O Mestrado em Ciência Política fornece uma sólida formação, teórica e empírica, nesta área científica, oferecendo a possibilidade de especialização numa das seguintes áreas de formação temáticas:
  • Governação e Políticas para o Desenvolvimento,
  • Opinião Pública e Comunicação Política, ou
  • Instituições Políticas e Comportamento Político.

Entre outros aspetos, neste mestrado os estudantes poderão contar com: (1) Um corpo docente, nacional e estrangeiro, qualificado nas áreas em que leciona, e com amplo currículo no campo do ensino e da investigação política; (2) A possibilidade de realizarem estágios junto de entidades externas, com vista a desenvolver a sua dissertação de mestrado (por ex.: a CNE, a Assembleia da República, a OIM, a Amnistia Internacional, diversos media, ou a sede da Comissão Europeia em Portugal); (3) A possibilidade de frequentarem o ciclo de conferências doutorais, que conta com a participação de investigadores internacionais de prestígio e foca temas atuais e relevantes para a formação em Ciência Política; (4) Ainda, com o incentivo para que frequentem períodos em universidades estrangeiras, designadamente ao abrigo do programa de intercâmbios Erasmus, ou outro, havendo desde já vários protocolos estabelecidos.

Por último, o curso mantém uma relação privilegiada com o Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL) e o Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL), centros que tiveram sempre a classificação de “excelente” ou de “muito bom”. Estes centros de investigação integram com regularidade estudantes de mestrado para realização de estágios, ou para fazer parte de projetos de investigação.

 

Saídas Profissionais

  • Na área das sondagens de opinião, da assessoria política e sindical, da comunicação social (com ênfase nas questões políticas/jornalismo político), ou da assessoria da atividade associativa nacional e internacional.
  • Em organismos da administração pública nacional, local e comunitária (na UE), na atividade política e para-política (sindical, associativa, etc.), fornecendo maiores qualificações e instrumentos de atuação a políticos ou sindicalistas, entre outros.
  • Em ONG (Organizações Não Governamentais), em OIG (Organizações Internacionais Governamentais), ou outros organismos transnacionais cuja actuação envolva a dimensão da política para o desenvolvimento, assim como em fundações, empresas e organismos nacionais e internacionais diversos, com âmbito de atividade similar.
  • Na atividade de docência (nos vários níveis de ensino) ou em investigação, relacionadas com a área da Ciência Política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *