Biotecnologia Alimentar

LogoIPCB Institucional eduportugal

COMEÇO:
setembro
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
IPCB
ID:
LC
CREDITOS:
180

Instituições de Ensino:

Endereço

Quinta da Senhora de Mércules Apartado, 119 - 6001-909 Castelo Branco   Ver mapa

Categorias

Licenciatura

Objetivos

O principal objetivo é formar profissionais na área da Biotecnologia, com uma adequada formação orientada para a aplicação destas tecnologias aos alimentos.

Sendo uma área multidisciplinar, com base no conhecimento das biociências, das suas aplicações finais destaca-se o agroalimentar não só pelo impacto económico mas também pela constante e permanente inovação que o conhecimento biotecnológico aplicado lhe traz.

O curso é especificamente projetado para relacionar os princípios científicos da biotecnologia com as suas aplicações práticas e comerciais relevantes na indústria de alimentos.

Durante o curso há uma forte ênfase para o desenvolvimento do conhecimento científico, combinado com atividades práticas e aquisição de competências pessoais e intelectuais dos estudantes.

Nas diferentes unidades curriculares os alunos irão aprofundar as aplicações biotecnológicas da preparação de alimentos e desenvolvimento de novos produtos tendo presente a segurança qualidade e preservação ambiental.

 

Saídas Profissionais

  • Empresas de base biotecnológica, nomeadamente nas áreas agroalimentar e produção de plantas
  • Indústrias alimentares com processos essencialmente físicos, físico-químicos
  • Indústrias de transformação e processamento alimentar
  • Laboratórios de análises
  • Empresas de consultadoria, comercialização e marketing
  • Empresas de comercialização de material científico e tecnológico
  • Atividades de I&D, nomeadamente na investigação e desenvolvimento de novas técnicas, processos e produtos alimentares.
  • Controlo de qualidade de produtos alimentares e processos
  • Estações de tratamento de águas, estações de tratamento de águas residuais e estações de tratamento de resíduos sólidos
  • Apoio técnico-científico
  • Integrar Centros e Polos tecnológicos em parceria com Instituições do Ensino Superior e outras unidades do sistema científico e tenológico.
  • Prosseguir estudos ao nível do segundo ciclo (Mestrado) nas diversas áreas da Inovação e Qualidade Alimentar entre outros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.