Engenharia Florestal

COMEÇO:
09/2019
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
UTAD | ECAV
ID:
ME
CREDITOS:
120

Instituições de Ensino:

Endereço

Edifício de Ciências Agrárias Quinta de Prados 5000-801 Vila Real   Ver mapa

Categorias

Mestrado

Objetivos do Curso

Manter o elevado nível de formação profissional em Engenharia Florestal reconhecido aos diplomados por esta Universidade.
Assegurar a aquisição de competências de nível avançado nas diversas áreas científicas do curso, com especial incidência no reconhecimento aprofundado das componentes e das interações nos ecossistemas florestais, desenvolvendo e aplicando o conceito de sustentabilidade na prática florestal, na perspetiva da conservação futura dos recursos naturais.

Objectivos Específicos
Os engenheiros com esta formação avançada deverão ser capazes de conceber, elaborar e realizar projetos e estudos inovadores em ambiente multidisciplinar envolvendo as várias componentes dos recursos, das atividades e do património florestal. Os mestres consolidarão competências ao nível da:
– inventariação e modelação dos recursos florestais;
– funcionalidades dos SIG;
– planeamento florestal.
Terão capacidade técnica e científica para a perceção e resolução de problemas nas áreas de:
– conservação e gestão sustentável dos recursos florestais e agroflorestais;
– ecologia e gestão do fogo;
– ecologia dos sistemas ripícolas e proteção da biodiversidade;
– gestão sustentável dos solos;
– restauração de ecossistemas florestais;
– ordenamento de recursos cinegéticos;

 

Saídas Profissionais

O trabalho por conta de outrem é comum na classe dos Engenheiros Florestais.
Entre as entidades que contratam Mestres em Engenharia Florestal destacam-se:
– Empresas de Gestão e Planeamento de Recursos Naturais,
– Indústrias Florestais,
– Parques e Reservas Naturais,
– Associações de Produtores e/ou Proprietários Florestais,
– Serviços Centrais e Regionais de Administração Pública e Câmaras Municipais.
– Instituições de Investigação Científica
Um número crescente de Engenheiros Florestais opta por trabalhar por conta própria, sendo de realçar o empreendedorismo empresarial dos nossos diplomados ao nível de planeamento e gestão florestal.

O plano de estudos adequado a Bolonha está organizado em unidades curriculares, nas quais o estudante terá sessões de ensino de natureza coletiva, sessões de orientação pessoal de tipo tutorial, estágios, projetos e trabalhos no terreno.
A realização de trabalhos de aplicação vai permitir, a partir de exemplos reais, uma aprendizagem virada para: 1) a abordagem da componente florestal dentro dos diferentes instrumentos de ordenamento do território e 2) o desenvolvimento de instrumentos de gestão e monitorização de povoamentos florestais.
A interação dos estudantes com potenciais entidades empregadoras, que decorre no 2º ano do curso (unidade curricular “Projeto Empresa-Universidade”), visa assegurar aos estudantes condições de integração profissional.
A frequência e aproveitamento da parte escolar possibilita a obtenção dum diploma de pós-graduação, sendo a classificação final do Mestrado obtida pela média aritmética das classificações não arredondadas da parte escolar e da classificação no ato público de defesa da dissertação, do trabalho de projeto.