Engenharia Biomédica

Download da Brochura

COMEÇO:
09/2019
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
FCT NOVA
ID:
MI
CREDITOS:
300

Instituições de Ensino:

Endereço

Quinta da Torre, Campus Universitário, 2829-516 Caparica   Ver mapa

Categorias

Mestrado Integrado

Apresentação do Curso

Entrou em funcionamento no ano lectivo de 2006/2007. O número mínimo de créditos para a obtenção do grau é de 300 (5 anos).

Curso reconhecido pela Ordem dos Engenheiros e pela FEANI (Federação Europeia de Associações Nacionais de Engenharia) para atribuição do título EUR ING (Engenheiro Europeu).

 

Objetivos

A Engenharia Biomédica é uma área polivalente que aplica os princípios, métodos e ferramentas das ciências, da tecnologia e da engenharia para analisar e resolver problemas em medicina e biologia, no sentido de desenvolver abordagens inovadoras para a instrumentação em prevenção, diagnóstico e tratamento da doença, fornecendo assim uma melhoria geral  nos cuidados de saúde e no próprio conhecimento do corpo humano.

Esta engenharia é inovadora e em grande crescimento, sendo apontada como uma das áreas científicas mais importantes neste século.

As áreas mais importantes da Engenharia Biomédica são: Biocompatibilidade, Biomateriais, Biomecânica, Biosensores, Biotecnologia (Engenharia Celular, Tecidular e Genética), Dispositivos prostéticos e orgãos artificiais, Efeitos biológicos dos campos electromagnéticos, Electrofisiologia, Engenharia clínica, Engenharia de reabilitação, Fenómenos de transporte, Imagem médica (inc. Medicina Nuclear e PET), Informática médica, Instrumentação biomédica (inc. Lasers em Medicina), Modelação fisiológica, simulação e controlo, Nanotecnologia, Processamento e Análise de sinais médicos e biológicos, Radiação Ionizante, Radioterapia e Protecção radiological.

 

Saídas Profissionais

Os pedidos de Engenheiros com o perfil do Engenheiro Biomédico, com conhecimentos em biologia e medicina, estão a crescer rapidamente. Como exemplos de saídas profissionais apontam-se:

  • Empresas de equipamento e instrumentação médica.
  • Empresas de material farmacêutico.
  • Hospitais, nas áreas de física hospitalar, engenharia clínica e manutenção de equipamento.
  • Laboratórios de investigação e desenvolvimento de grandes empresas.
  • Indústria farmacêutica e de análises.
  • Laboratórios de faculdades de Medicina, universidades e organismos estatais.
  • Empresas de biomateriais.
  • Empresas ligadas à área da saúde.

 

Vídeo do Curso