Educação Especial: Alunos Cegos e com Baixa Visão

Download da Brochura

COMEÇO:
09/2019
INSTITUIÇÃO DE ENSINO:
Lusófona | Lisboa
ID:
PG
CREDITOS:
23

Instituições de Ensino:

Endereço

Campo Grande, 376 1749-024 Lisboa - Portugal   Ver mapa

Categorias

Pós-Graduação

Apresentação do Curso

A Escola de Comunicação, Arquitetura, Artes e Tecnologias da Informação (ECATI) da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT) oferece um Curso de Formação Especializada em Educação Especial – Alunos Cegos e com Baixa Visão, no Domínio 930, que abrange a literacia braille e o desenvolvimento sensoriocognitivo, tiflopercecional e conceptual, bem como da orientação e mobilidade, autonomia e independência, da sociocomunicabilidade, relacionamento e interação, visando proporcionar aos alunos em referência competências pessoais e sociais, inclusão e qualidade de vida.
O Curso inclui aprofundada formação e prática em:
– Grafia braille da língua portuguesa e de outras línguas, bem como grafias científica, informática e musicográfica;
– Leitura e escrita na polivalência do Sistema Braille;
– Hardware/software e tecnologias específicas/leitores de ecrã e formatos alternativos/imagens táteis para alunos cegos e com baixa visão;
– Orientação e mobilidade;
– Pedagogia inclusiva e desenvolvimento psicológico;
– Promoção e orientação da adequabilidade de escolas/escolas de referência, serviços e outros equipamentos públicos e privados, a pessoas cegas e com baixa visão.

 

Objetivos

Este Curso de Formação Especializada assenta científica e tecnologicamente no desenvolvimento e aplicação das teorias, metodologias e boas práticas que alimentam os seguintes objetivos:
1. Os estudos sociocomunicacionais especiais, a didática sociocomunicacional e do desenvolvimento sensoriocognitivo, do relacionamento e interação dos alunos cegos e com baixa visão;
2. Os estudos e estratégias que visam sensibilizar e capacitar as escolas regulares e de referência e as diferentes instituições, organizações e empresas, para a adequada relação e comunicação com os alunos/cidadãos cegos e com baixa visão;
3. Os estudos de gestão funcional e operacional para a inclusão dos diferentes graus de dificuldade sociocomunicacional, de relacionamento e interação destes alunos/cidadãos, criando possibilidades de investigação/intervenção precoce e aplicações bidirecionais para melhorar o desempenho global nos planos pedagógico, educomunicacional e profissional das escolas regulares, de referência e especiais e das várias instituições, organizações e empresas, públicas e privadas, orientadas para o mercado, serviço público ou para as questões da solidariedade social.

 

Valor Anual

Saiba mais sobre o valor das propinas aqui.