Natal em Portugal - Da consoada às restantes Tradições

Natal em Portugal – Da consoada às restantes Tradições

Natal em Portugal – Da consoada às restantes Tradições

O Natal em Portugal define-se pela tradição, pelas árvores de natal, pelos presentes, mas a cima de tudo pela família, que tem lugar de destaque nesta altura do ano.

Tradicionalmente, as famílias portuguesas reúnem-se no dia 24 de Dezembro, e à mesa do jantar servem-se pratos de bacalhau, peru assado ou polvo dependendo das tradições de cada região. Para a sobremesa, não falta o Bolo Rei, recheado com frutas cristalizadas ou com frutos secos, além dos deliciosos fritos tradicionais: as filhós, os sonhos e as rabanadas. Devido à sua herança cristã é também tradição a montagem do presépio, quer nas ruas, quer nas casas da pessoas junto da árvore de Natal, bem como a ida à Missa do Galo (celebrada tradicionalmente às 00:00 de dia 25 de Dezembro).

 

As ruas ficam iluminadas, as casas também, embebendo todos os residentes num ambiente festivo, de alegria e comunhão. Nas zonas mais frias, como Bragança, Guarda ou Castelo Branco, é também tradição a existência de um “Madeiro”, grande fogueira, mantida durante todo o período natalício pelos jovens que atingem a maioridade (18 anos) nesse ano, marcando assim a sua passagem para a vida adulta.

 

A época do Natal é também propícia a programas musicais e a muita animação nos centros históricos de cidades e vilas, como a Wonderland em Lisboa, a Vila Natal em Óbidos, mas também concertos, espetáculos e presépios vivos em cidades como Porto, Guarda, Viseu, Leiria, Cascais, Sintra, Santa Maria da Feira, Vila Nova de Gaia, Penela, Penamacor ou Loulé.

 

O Natal português é fundamentalmente um tempo de família junto da qual se celebra a alegria, a união e a paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *